Uma referência do Egito

mapa do EgitoEm 11 de dezembro de 2006, ele foi a primeira pessoa de um país árabe a se apresentar em uma premiação do Nobel da Paz. Hakim nasceu em 1962, na pequena cidade Al Minya, no Egito, um país transcontinental, que tem a maior parte de seu território em África, mas também ocupa a península do Sinai, na Ásia.

Hakim cresceu ouvindo música Sha’abi, gênero popular suburbano do Egito, com influências de estilos do Oriente Médio, outros países africanos e também ocidentais. Sha’abi significa popular e, originalmente, referia-se ao folclore e danças nativos do Egito.

Aos 14 anos montou uma banda e tocava música Sha’abi em festas e eventos escolares. A banda se tornou um sucesso. Com o tempo, ele passou a cantar também o estilo Al Jeel, um gênero egípcio mais urbano. O termo Al Jeel significa geração. É como se fosse a música da nova geração.

Na música que vamos ouvir, Aboussoh, é possível notar a influência do batuque africano, em um vídeo de cenas que poderiam ser italianas, interpretadas pela simpatia egípcia de Hakim. Uma delícia!

Eu a beijaria

Pela vida em seus olhos, oh lua, pergunte sobre nós
Ainda se lembra de nós, oh lua, ou já nos esqueceu?
Ah, se eu te alcançasse, oh lua, o que você faria?
Eu correria para ela e a beijaria… O que ela faria? Eu a beijaria
E com desejo eu alcançaria suas mãos e te diria, Oh Deus,

Te prometi em verdade, venha para mim, minha preciosidade
Venha, vamos voltar aos velhos tempos
Dois dias de mel e três de ternura
E um dia como este, e um dia como aquele em que se desprende do sofrimento
Junte suas mãos às minhas, e venha!
Vamos viver a vida sem culpa
Vamos ser felizes os 30 dias do mês
E vou te mimar e te fazer ouvir palavras que a farão perder o sono
Ah, se eu te alcançasse, oh lua, o que você faria?

Eu te amo e te imploro e te mimo
Venha, vamos nos livrar deste peso, e nos amar como no início novamente
Vamos nos apaixonar imediatamente nesse reinício e deixar o fogo aumentar nosso desejo
Com duas palavras e um olhar seu, minhas forças se desmantelam, com um piscar dos seus olhos
Viveremos para nós dois dias de vida
E encontraremos nosso caminho para começarmos a viver

Ah, se eu te alcançasse, oh lua, o que você faria?
Eu correria para ela e a beijaria… O que ela faria? Eu a beijaria

(Tradução retirada do site Dança do Ventre Brasil.)

Mais informações sobre os gêneros musicais do Egito que Hakim canta, no blog Dança do Ventre de Isis Zahara e sobre o cantor na Wikipedia em português e Wikipedia em inglês.

The URI to TrackBack this entry is: https://mosanblog.wordpress.com/2011/10/06/uma-referencia-do-egito/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Ge-ni-al. Vou ter que passear pelo trabalho dele porque adorei esse ritmo e os poucos vídeos que consegui ver remetem às magias do Egito e do mundo árabe. Esse Aboussoh lembra temas de novelas da Glória Perez hehehe. Fora que ele é muitoooO simpático mesmo. Demorei tanto para ver essa delícia de vídeo: não me perdoo. A vantagem é que a próxima quinta está mais próxima rsss. Tomara que tenha!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: