O desenvolvimento para alguns

A primeira página do jornal O País, do dia 21 de janeiro trouxe o que, aparentemente, é uma boa notícia: Moçambique entre os países do mundo que mais cresceram na última década. A informação é da revista britânica The Economist e coloca Moçambique em oitavo lugar, com um crescimento de 7,9%.

O estudo aponta ainda que na última década o crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) da África foi de 5,7%, enquanto a América Latina cresceu 3,3%. A perspectiva do estudo é que entre 2011 e 2015 sete países africanos estejam na lista dos 10 países do mundo com maior crescimento econômico. Eduardo Castro publicou no ElefanteNews matéria sobre esta perspectiva de crescimento dos países africanos.

Seria para comemorar se não estivesse ainda na cabeça notícia divulgada no final de novembro de 2010, no site Prestígio.co.mz: Moçambique entre os 49 países mais pobres do mundo.

Rolf Traeger, da Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (CNUCED), observou à época que, nos últimos seis anos, o PIB moçambicano cresceu 50%, mas a percentagem da população que vive abaixo da linha da pobreza não se reduziu. Isso, considerando que a linha da pobreza limita pessoas que vivem com até um dólar por dia.

O economista ressalta ainda que nos últimos seis anos surgiram em Moçambique mais dois milhões de pobres. A pergunta dele — e de todo mundo — é: “Como é que o PIB, a economia, pode crescer 50%? Como é que o PIB per capita cresce cinco por cento ao ano e o número de pobres aumentou em dois milhões?”.

Andar nas ruas de Maputo traz a resposta: ao mesmo tempo que temos pessoas paupérrimas buscando sua sobrevivência nos contêiners de lixo que ficam a céu aberto pela cidade, encontramos casas maravilhosas, de três ou quatro andares, com acabamento de luxo, muitos carros caros na garagem e seguranças por todo lado. Resumindo em uma palavra: desigualdade. Tem pouca gente comendo mais do que precisa e muita gente passando fome.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mosanblog.wordpress.com/2011/01/23/o-desenvolvimento-para-alguns/trackback/

RSS feed for comments on this post.

5 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Acabei de deixar um comentário na posta do EduNews. Já é mais que sabido que essas métricas são “para inglês ver” e não me dizem muito. A pergunta dele foi jugular: “Como é que o PIB, a economia, pode crescer 50%? Como é que o PIB per capita cresce cinco por cento ao ano e o número de pobres aumentou em dois milhões?”. Alguém que responda a isso. também não sou “flor azul” o suficiente para achar que a nova métrica deva ser o FIB (a tal Felicidade Interna Bruta), mas já é mais que tempo de acabar com o PIB como medida do sucesso dos países. É surreal. E angola lidera o ranking do desenvolvimento africano. Patético. Quem está ou esteve lá sabe quanto esses números não dizem absolutamente nada para 90% da população.

  2. oi Sandra sou jaqueline de Recife -PE,e breve vou morar ai em maputo,estou preocupada com minha filha ki tem 5 anos e vai estudar por ai né,como ki é a escola ai,é muito diferente os ensinos,e quando começa o ano letivo?se vc puder por favor me responda por email,sempre vejo seu blog pq é bem atualizado,e tem uma linguagem bem popular dar coisas.bjus

  3. oi Sandra,não tem muito a haver com o assunto,sou de recife-Pe e estou indo morar um tempo ai em maputo,achei se blog e é muito interessante,sempre atualizado e tal,gostaria de saber se vc pode me ajudar,minha filha tem 5 anos e queria saber como sãoas escolas por ai?ela vai sentir muita diferença? quando ki acomeça o ano letivo ai em maputo?
    bjus se puder me responta por email

  4. è muito triste saber que existe pessoas com fome no mundo. Nunca teremos noticias boas enquanto a fome estiver por perto. Vamos torcer pra que a Africa desperte pra isso e faça projetos como o Fome Zero. Ainda temos muita fome no Brasil mas sabemos que estamos no caminho certo.

  5. Como comentei no ElefanteNews, é sempre bom ver números positivos, mas queremos e precisamos ver o fim dessa desigualdade. É muito doído, é deprimente, é revoltante ver um ser humano revirando contêiners de lixo na busca da sobrevivência. Isso precisa acabar! Bjs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: