Os meninos de Huambo

Outro dia ouvi essa música na rádio e algumas frases me tocaram fundo: os meninos à volta da fogueira/vão aprender coisas de sonho e de verdade/vão aprender como se ganha uma bandeira/vão saber o que custou a liberdade… os meninos inventaram coisas novas/que até já dizem que as estrelas são do povo. Perceberam? Vão aprender como se ganha uma bandeira… até já dizem que as estrelas são do povo… Lindo, lindo, lindo.

A letra é de Manuel Rui Monteiro. Ele nasceu em Angola, na cidade de Huambo, em 1941.

Talvez eu tenha me sensibilizado para trazê-la à nossa Quinta Quente no Quinto essa semana, induzida por matérias que o Eduardo Castro fez sobre as independências na África. Já está publicada a matéria da Agência Brasil.

Aqui, a versão original de Os Meninos de Huambo, cantada por Ruy Mingas, também angolano, coautor da música.

Com fios feitos de lágrimas passadas
Os meninos de Huambo fazem alegria
Do céu puxando as candentes mais bonitas
Com lábios de dizer nova poesia
Soletram as estrelas como letras

E vão juntando no céu como pedrinhas
estrela-letras para fazer novas palavras
E vão juntando no céu como pedrinhas
estrela-letras para fazer novas palavras

Os meninos à volta da fogueira
Vão aprender coisas de sonho e de verdade
Vão aprender como se ganha uma bandeira
Vão saber o que custou a liberdade

Com os nomes mais lindos do planalto
Fazem continhas engraçadas de somar
Juntam farpa com flores e com suor
E subtraem manhã cedo por luar

Dividem a chuva miudinha pelo milho
Multiplicam o vento pelo poder popular

Os meninos à volta da fogueira
Vão aprender coisas de sonho e de verdade
Vão aprender como se ganha uma bandeira
Vão saber o que custou a liberdade

Palavras sempre novas, sempre novas
Palavras deste tempo sempre novo
Porque os meninos inventaram coisas novas
Que até já dizem que as estrelas são do povo

Porque os meninos inventaram coisas novas
Que até já dizem que as estrelas são do povo

Os meninos à volta da fogueira
Vão aprender coisas de sonho e de verdade
Vão aprender como se ganha uma bandeira
Vão saber o que custou a liberdade

Assim contentes à voltinha da fogueira
Soltam ao céu as estrelas já escritas
Novas palavras para fazer redações

Para os meninos também são constelações
Constelações que brilham sempre sem parar

Palavras deste tempo sempre novo
Multiplicam o vento pelo poder popular
Porque os meninos inventaram coisas novas
Que até já dizem que as estrelas são do povo

Porque os meninos inventaram coisas novas
Que até já dizem que as estrelas são do povo

Os meninos à volta da fogueira
Vão aprender coisas de sonho e de verdade
Vão aprender como se ganha uma bandeira
Vão saber o que custou a liberdade

Os meninos à volta da fogueira
Vão aprender coisas de sonho e de verdade
Vão aprender como se ganha uma bandeira
Vão saber o que custou a liberdade

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mosanblog.wordpress.com/2010/11/18/os-meninos-de-huambo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

6 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Gosto das musicas de Rui Mingas,incluisive aquela DEIXE SUBIR AS PALMEIRAS.que fez parte salvo do filme testemunhas de Arica,que numca mais oui falar.

  2. […] produção de música africana, e já teve colaborações em trabalhos com artistas como Aliu Bari, Rui Mingas, Bonga, Manecas Costa, entre […]

  3. Que saudade de estar aqui e ouvir as coisas boas de Moçambique. Essa música me lembra os sonhos dos meninos, de um país melhor. Acho que é o que estamos precisando no Brasil.

  4. Letra linda linda mesmo. Primeira vez que ouvi falar de Ruy Mingas foi com a música “Monagambé” com o cantor e imitador português Fernando Pereira: http://www.youtube.com/watch?v=odp9jDE59EQ
    Naquela ocasião ele ficou apagado porque achei impressionante a imitação que o Fernando fez de Sodade da Cesária Évora! Fazer aquela voz igualzinha a original me deixou impressionada… Mas as músicas do Ruy Mingas me deixa um pouco melancólica rsss. Agora a letra dessa música é realmente forte e nos remete ao povo africano e suas lutas pela independência!!! Essa parte da fogueira / bandeira e o custo da liberdade é realmente impressionante. Adoro quando a Quinta Quente traz a letra porque tem umas músicas que não entendo lhufas kkk. Não é o caso do Rui Mingas que tem uma pronúncia muito limpa e bem articulada: muito bom. Que pena que a outra quinta ainda vai demorar uma semana hahaha. Beijos

  5. É interessante como essa musica têm um não-sei-quê de fado, não é? Bela letra e melodia!
    Beijão


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: