David indica para a Quinta Quente no Quinto

Que o meu amigo David Borges é um artista musical, todo mundo sabe. Bom, se você não faz parte desse todo ou desse mundo, pode passar a fazer, lendo esse texto, que foi, aliás, o lançamento da categoria Quinta Quente no Quinto no Mosanblog.

Agora devo acrescentar que é artista modesto. Observem que no post da Quinta Quente no Quinto da semana passada, quando falei de Manecas Costa, ele comentou: “Eu toquei com o Manecas um par de vezes em Lisboa”.

Como assim???? Tocou com Manecas Costa um par de vezes e vem dizer isso dessa forma, tão “en passant“?

Se isso aqui não fosse público eu soltava agora mesmo um palavrão. Daqueles positivos, de surpresa boa. “Meu amigo é… (espaço para a criatividade do leitor)!”

E quando comentou assim, como se nada fosse, que tocou “um par de vezes com Manecas Costa”, David sugeriu que eu procurasse o som da Tabanka Djaz.

E eu, como não podia deixar de ser diante de tamanho êxtase: “Sim, meu amo e senhor, sigo seus passos e suas indicações”.

E não é que é coisa boa mesmo? Então, trago hoje para vocês, Tabanka Djaz.

Na pesquisa que fiz descobri que esta é uma das bandas mais influentes da África lusófona (será que o David já tocou com eles também?). São oriundos da Guiné-Bissau, como Manecas Costa e como David. Olha o poder de Guiné-Bissau no mundo da música!

A banda foi formada em 1989, quando os irmãos Micas, Juvenal e José Carlos Cabral reuniram-se com Aguinaldo Pina e Rui Silva. Depois disso, o grupo teve várias formações, com substituições de músicos pelos mais diversos motivos, mas a essência permanece: grande influência dos mais diversos estilos tradicionais guineenses e tropicais, principalmente o Gumbé — ritmo urbano, da região de Bissau, executado por instrumentos tradicionais. Hoje, os Tabanka Djaz ainda tocam o estilo guineense, mas modernizado, o que permitiu conquistar mercado internacional.

Esse mercado incluiu o Brasil. Em 1999, foram convidados por Martinho da Vila, para participarem no projeto Lusofonia.

Bom, mas chega de escrever e vamos ao que interessa nas quintas-feiras: “Maestro, música.”

Se quiser mais, tem uma entrevista interessante dos Tabanka Djaz, divulgada em abril desse ano, aqui.

E, voltando ao David, não deixem de visitar o blog Kaleidoskope Art, onde ele faz uma proposta realmente de quem tem alma de artista. Visitem e participem!

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mosanblog.wordpress.com/2010/08/26/david-indica-para-a-quinta-quente-no-quinto/trackback/

RSS feed for comments on this post.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Eu imaginava que ia sobrar para mim 😀
    Sim, toquei com os Tabanka Djaz também. Na verdade foi na mesma ocasião que com o Manecas porque esse pessoal na altura andava sempre junto. E já que vamos em recomendações aqui vão mais umas. Da Guiné já falamos de Zé Carlos (o “pai” de todos os outros), Manecas e Tabanka. Vale falar (ouvir) Zé Manel (as letras são fantásticas, se quiseres eu depois traduzo umas) e Mama Djombo (a banda mais conhecida dos anos 70 e início de 80). De Cabo Verde, fora a sacrosanta Cesária Évora (que acho insuportável, gostos, né?) temos Os Tubarões, Bana, Tito Paris, Splash (filhos de imigrantes de Cabo Verde nos Estados Unidos) ou ainda Sara Tavares (menos “roots”). De Angola tens de começar pelo “Elvis” local: Bonga. A discografia dele é gigantesca e passa por quase todos os estilos da musica angolana. Eu também descobri lá o Carlos Burity (ouvir Minga), o Waldemar Bastos (ouvir Muxima) ou ainda o Bangão (ouvir o fantástico Dioguito). De Moçambique deixo-te descobrir e de São Tomé e Principe conheço nada. Ufa! Pensei que não ia acabar mais 😀
    Beijos!

    • Uau! Vais me ajudar a traduzir alguma coisa? Alguns eu ainda não publiquei aqui pela dificuldade de encontrar letra e tradução. E algumas músicas carecem… Também tem o fato de só termos uma quinta-feira por semana. 🙂
      Mas todas as dicas que você passa, tenho anotado, claro. Para quem não viu ainda, dos citados no comentário, já tivemos no Mosanblog o Bana. Os demais, serão vistos aqui, futuramente.
      Valeu, David!
      Sandra.

  2. Maravilha de rítmo! Dei uma passseada por outros vídeos da banda, mas realmente a minha música preferida foi essa que você escolheu: NÒ FIANÇA! Que pena a próxima quinta quente estar tão longe rsss. Parabéns pela escolha. Bjs, Lucia Agapito


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: