Hoje, as mechas

Ontem falei aqui sobre as tranças africanas. Hoje vamos tentar entender as mechas. Primeiro, o conceito: aqui chamam de mechas, punhados de cabelos que são comprados para serem agregados aos cabelos originais nos penteados. Podem ser da mesma cor do cabelo da pessoa que vai usar ou não. Podem ser sintéticos ou naturais. Tudo vai depender da criatividade e do bolso da usuária. Uma mecha simples, de cabelo artificial, custa MT 25,00 (R$ 1,20). Já uma de cabelo natural, geralmente importada da Índia ou do Brasil, pode custar até MT 3.000,00 (R$ 145,00).

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

E as moçambicanas andam alucinadas pelas mechas. Não se contentam com o cabelo que o destino lhes deu. A cada semana é uma nova cabeça, um novo cabelo. Parece-me que é moda nova, mas já está virando marca de um povo. Explicaram-me por aqui que o cabelo natural de algumas moçambicanas é de difícil crescimento e em pouca quantidade. Assim, não permite muita criatividade nos penteados. As mechas vieram para permitir. Permitir tudo, inclusive que a cada semena a mulher tenha um novo visual.

Com as mechas, é possível fazer um enorme rabo de cavalo, um coque (ou totó) bem charmoso, tranças (todas as que conhecemos ontem!) ou simplesmente, deixar o cabelo solto ao sabor do vento.

Mas quem entende mesmo de mechas, tranças e muito mais é a Bélia, que trabalha como produtora de TV. Aliás, o Eduardo já falou sobre ela e o cabelo dela no ElefanteNews. E amanhã vai ter muito mais da Bélia, aqui no Mosanblog.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mosanblog.wordpress.com/2010/08/24/hoje-as-mechas/trackback/

RSS feed for comments on this post.

6 ComentáriosDeixe um comentário

  1. […] Separou um tanto para cá, um tanto para lá, e começou o trança-trança. Eu tinha comprado mechas, para as tranças ficarem todas do mesmo tamanho e volume, como eu expliquei nos últimos posts. […]

  2. Ahh minha querida, não são só as africanas que andam halucinadas com o cabelo. Eu mesmo passei por isso na minha adolescencia, todas as mulheres da minha família (africana, lembro) alisaram o cabelo a um momento ou outro. Combatemos séculos de preconceito que dizem que “cabelo de preto” não é “bom cabelo” e só cabelo liso vale. É uma loucura. E para te provar a dimensão do problema, aconselho urgentemente que vejas um documentário de 2009 com o Chris Rock, chamado “Good Hair” (http://www.imdb.com/title/tt1213585). É edificante de esclarecedor da relação do negro com o seu cabelo. Isso tudo me faz pensar sempre naquele ditado que diz “deus dá nozes a quem não tem dentes”. É preto a querer ter cabelo de branco, é branco a querer ter a cor de pele de preto… Ah espécie humana!

    • Olá. Grande dica essa do documentário. Não consegui encontrar o vídeo completo na web, mas vi vários trechos e fiquei com água na boca. É muito bom mesmo!
      Mostra que tem a vaidade, mas é uma vaidade imbutida na cabeça das negras com a visão de mundo das brancas. Ou seja, só sou bonita se meu cabelo tiver ginga… Tipo cena de Gisele Bündchen na passarela. Em alguns momentos dá a impressão de que as negras não se acham certas. É como se tivessem nascido com algo errado e estão no cabeleireiro para consertar isso. Fazem até empréstimos para ter as tais mechas!
      Re-recomendo Good Hair.
      Beijos.
      Sandra.

  3. Tudo pela vaidade né? Nossa como custa cara as mechas importadas do Brasil e da Índia hein? Aguardando pela Bélia amanhã rsss! Beijos
    Lucia Agapito

    • Olá Lúcia! Veja o meu comentário ali. É um pouco mais do que vaidade. O buraco é muito mais abaixo 😉

      • Olá David! Mas eu não quis dizer, em absoluto, que só as mulheres africanas que têm essa alucinação pelo cabelo. Nos quatro cantos do mundo as mulheres são escravas das “trocentas” qualidades de escovas (definitivas, de modelagem, temporárias, etc. etc) para modificarem suas madeixas. E nos tempos atuais, os homens também… Uma pesquisa no google dá a dimensão da variedade desses produtos! Agora o que eu volto a afirmar, sem medo de errar, é que tudo isso é em nome da vaidade sim: “É preto a querer ter cabelo de branco, é branco a querer ter a cor de pele de preto… Ah espécie humana!”. Embora muitas vezes o resultado pode até ficar pior que o original hahaha. Mas a grande maioria está insatisfeita com o que tem e quer MUDAR!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: