ElefanteNews em Ruanda

Já ouviu falar em Ruanda? Sabe onde fica? Sabe o que está acontecendo por lá?

Talvez já tenha ouvido falar porque o país ficou tristemente conhecido devido ao genocídio ocorrido lá na década de 1990, que matou 10 % da população do país.

O massacre
O país estava dividido em dois grupos rivais: hutus e tutsis. Os colonizadores — inicialmente alemães e depois belgas — atribuíram privilégios e cargos de comando apenas a uma restrita elite dos tutsis. Isso despertou o ódio dos hutus. Com a independência do país, o poder foi para as mãos dos hutus, que eram maioria. Entre janeiro de 1993 e março de 1994, graças sobretudo a financiamentos franceses, Ruanda adquiriu quase 600 mil armas, chegando a ser o terceiro maior importador de armas da África, mesmo com suas pequenas dimensões e grande pobreza. Em 6 de abril de 1994, o presidente de Ruanda, Juvenal Habyarimana, representante dos hutus, foi morto. Isso deflagrou a perseguição dos tutsis por parte da guarda presidencial, do exército e de esquadrões da morte.

As eleições
Mas o que aconteceu lá essa semana pouca gente comenta. Eleições presidenciais. O general tutsi Paul Kagame foi reeleito na segunda-feira, dia 09 de agosto, para um mandato de sete anos. E o Eduardo Castro foi lá para contar essa história. As matérias que ele fez para a Agência Brasil e TV Brasil, você vê no ElefanteNews.

Daqui de Maputo a Kigali, capital de Ruanda, são quase 4 mil quilômetros, e não se chega nem no meio da África, esse enorme, diverso e maravilhoso continente.

Para saber mais sobre o país e sua história, clique aqui — foi da revista Mundo e Missão n.º 85 que retirei quase todos os dados históricos desse texto — ou leia o livro, que virou também documentário: Shake Hands With the Devil, de Romeo Dallaire, general que comandava as tropas da Organização das Nações Unidas (ONU) no país à época do massacre.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mosanblog.wordpress.com/2010/08/11/elefantenews-em-ruanda/trackback/

RSS feed for comments on this post.

6 ComentáriosDeixe um comentário

  1. pelo que li no blog do Edu e depois pesquisei sobre o país, apesar de triste, é uma história bonita de reconstrução e acho que é um exemplo pra muitas nações. E essa eleição faz parte disso

  2. Muito bom Dona Sandra, falando sobre a história de Ruanda, pelo o filme “Hotel Ruanda”, aonde algumas pessoas ficaram acoadas na decada de noventa, só pelo o filme foi muito triste essa situação que as pessoas passaram na época, no decorrer do filme fiquei imaginando na vida real, mas isso já passou porém as feridas ficarão, em falar em história, não irei mais para Africa, até porque agora tem o seu Blog que esta tirando todas as minhas dúvidas, continue fazendo as públicações só assim vou guardar algum dindin para comprar a minha casa. bjs.

    • rsrsrs. Se vier agora, pelo menos já tem onde se hospedar, para não gastar tanto e salvar algum para a casa! 🙂

      E foi muito boa a lembrança do filme Hotel Ruanda. Obrigada.

      Bjs.

      Sandra.

  3. Como acabei de comentar na matéria do Eduardo, fico deprimida com histórias dessa natureza… Muito triste esses massacres e genocídios onde tantos inocentes perdem a vida! Abs
    Lucia Agapito

  4. É…história triste essa do Ruanda, como todas as histórias de colonização e processos de descolonização. E assino por baixo na recomendação do livro/documentário!
    Beijo

    • Assina embaixo e eu agradeço, porque foi você o primeiro que citou o documentário para mim. Valeu! 😉


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: