Momento Cívico

bandeira de Moçambique

Imagem retirada do site oficial da Presidência da República de Moçambique

Moçambique é o único país que traz em sua bandeira a figura de uma arma de fogo convencional (no caso, uma AK-47). Outros países trazem azagaias ou catanas, que não são armas de fogo.

Na discussão que se deu em 2004 para a revisão dos símbolos nacionais, os que defenderam a manutenção da arma Kalashnikov, de fabricação russa, argumentavam que esta representava a determinação da pátria por sua defesa.

Isso ainda é uma questão muito forte aqui, uma vez que a via armada foi a única forma possível para os moçambicanos alcançarem sua independência de Portugal. Fato que se deu há apenas 35 anos.

O artigo 297 da Constituição do país explica que o livro, a enxada e a arma presentes na bandeira simbolizam o estudo, a produção e a defesa. Há também a estrela, que simboliza o espírito de solidariedade internacional do povo moçambicano.

As cores presentes são: o vermelho, que representa a resistência secular ao colonialismo, a luta armada de libertação nacional e a defesa da soberania; o verde, que simboliza as riquezas do solo; o preto, pelo continente africano; o amarelo dourado, que representa as riquezas do subsolo; e o branco, que marca a justeza da luta do povo moçambicano e a paz.

Enfim, nada mais perfeito que uma sexta-feira, 9 de julho, para termos um Momento Cívico.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://mosanblog.wordpress.com/2010/07/09/momento-civico/trackback/

RSS feed for comments on this post.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  1. […] a lembrança: No texto intitulado Momento Cívico, que escrevi anteriormente nesse blog, falei sobre a bandeira, outro símbolo nacional. E no dia 7 […]

  2. É interessante ver que essas cores (verde, vermelho e amarelo) representam a base das bandeiras da maioria dos paises africanos. E quem me conhece sabe o quanto sou averso a esses simbolos de nacionalismo exacerbados. Não conheço (ainda) nenhum hino nacional que não fale de conquistas, de poder, de vitórias, às vezes até de guerras. Tem de existir alguma outra forma de materializar a identidade de um país, não achas? Alías, salvo erro as bandeiras só foram inventadas para evitar “fogo-amigo” (que palavra…) durante as batalhas…

  3. A força do povo moçambicano e a determinação pela sua libertação estão de fato gravadas nos símbolos pátrios. Só não gosto da arma, mas concordo com a Patrícia de que quando as memórias da luta armada pela libertação forem arrefecidas ou até mesmo quando esta geração for sendo substituída, quem sabe eles revejam os objetos e a simbologia do pavilhão nacional! Mas gostei da explicação do artigo 297 da Constituição do país, notadamente do livro: é pela educação e o conhecimento que um povo se torna livre de fato!!! Salve o 9 de julho…
    Lucia Agapito

  4. Nós vivemos num país onde a independencia está tão longe que não temos tanta ideia do que isso representa. Mas pra eles, isso ainda está muito vivo. Quem sabe com o tempo, eles vão acabar mudando a bandeira. Pois vemos isso na história de muitos países que mudaram. Nós mesmo tivemos outras bandeiras antes. Sou da geração que viveu a censura e guardo muitas coisas desse tempo. Já minha filha não sabe o que isso significou.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: