Hoje, as mechas

Ontem falei aqui sobre as tranças africanas. Hoje vamos tentar entender as mechas. Primeiro, o conceito: aqui chamam de mechas, punhados de cabelos que são comprados para serem agregados aos cabelos originais nos penteados. Podem ser da mesma cor do cabelo da pessoa que vai usar ou não. Podem ser sintéticos ou naturais. Tudo vai depender da criatividade e do bolso da usuária. Uma mecha simples, de cabelo artificial, custa MT 25,00 (R$ 1,20). Já uma de cabelo natural, geralmente importada da Índia ou do Brasil, pode custar até MT 3.000,00 (R$ 145,00).

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

Mechas a venda no Mercado Central de Maputo

E as moçambicanas andam alucinadas pelas mechas. Não se contentam com o cabelo que o destino lhes deu. A cada semana é uma nova cabeça, um novo cabelo. Parece-me que é moda nova, mas já está virando marca de um povo. Explicaram-me por aqui que o cabelo natural de algumas moçambicanas é de difícil crescimento e em pouca quantidade. Assim, não permite muita criatividade nos penteados. As mechas vieram para permitir. Permitir tudo, inclusive que a cada semena a mulher tenha um novo visual.

Com as mechas, é possível fazer um enorme rabo de cavalo, um coque (ou totó) bem charmoso, tranças (todas as que conhecemos ontem!) ou simplesmente, deixar o cabelo solto ao sabor do vento.

Mas quem entende mesmo de mechas, tranças e muito mais é a Bélia, que trabalha como produtora de TV. Aliás, o Eduardo já falou sobre ela e o cabelo dela no ElefanteNews. E amanhã vai ter muito mais da Bélia, aqui no Mosanblog.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 189 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: