Dia do Trabalhador em dose dupla

Aqui em Moçambique, de acordo com a Lei de Trabalho (artigo 37, parágrafo 3), quando um feriado cai em um domingo, passa automaticamente para a segunda-feira. Assim, o Dia do Trabalhador, 1º de Maio, que em 2011 caiu em um domingo, foi celebrado com direito a mais um dia de descanso.

Para além de ser importante em todos os países onde é comemorada, a data de homenagem ao trabalhador tem um sabor especial em Moçambique. Sabor de conquista ainda muito recente. Afinal, até o fim do período colonial (1975), os moçambicanos eram proibidos de celebrar a data. Mesmo assim, há registros de algumas manifestações na data contra o tipo de relações laborais do período.

Nas comemorações desse ano, o presidente de Moçambique, Armando Guebuza, mandou recado inclusive para os estrangeiros que aqui trabalham e que “têm emprestado a sua experiência e saber em prol do bem-estar dos moçambicanos”. A estrangeira aqui agradece.

Veja mais sobre o discurso de Guebuza no Dia do Trabalhador, no site África 21 Digital.

Leia na Wikipedia sobre o Dia do Trabalhador em Moçambique.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 192 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: