Ao falar, influência do inglês e de muito mais

Já foi comentado nesse blog sobre a influência dos países que fazem fronteira com Moçambique, no que diz respeito a hábitos ingleses, como a mão de direção dos carros, por exemplo, devido à colonização inglesa que sofreram.

Não sei se também tem a ver com os países em volta que falam inglês ou se é pela influência dos tantos estrangeiros que vivem em Maputo, mas aqui palavras em inglês permeiam o vocabulário o tempo todo.

Uma pessoa pode atender ao telefone ao seu lado e você ouvir o seguinte diálogo (ou parte dele, uma vez que só ouve quem fala perto de você):

— Alô.

— Tô no job (trabalho).

— Não, boss (chefe) não tá.

— Tá nice (bonito, lindo; legal).

E como aqui há forte influência dos idiomas tradicionais também, é divertido, por exemplo, ouvir alguém falar que tal coisa é “maningue nice”, ou seja, bastante bonito. Maningue é palavra em changana, um dos idiomas banto falados em Moçambique.

Fica muito interessante, porque vários idiomas convivem pacificamente no mesmo diálogo e todo mundo se entende.

Quem sabe aqui não estamos a ver a construção de um autêntico idioma internacional, o que esperanto não conseguiu ser?

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 191 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: