Levar ou trazer

Não, definitivamente, português não é um idioma simples. Esses verbos levar e trazer me perseguem desde meus primeiros tempos escolares. Para mim, levar era pegar algo e tirar de perto de quem fala e trazer era justamente o oposto, fazendo com que o objeto chegasse perto de quem fala. Isso sem falar nos outros sentidos como levar uma surra. Mas aí seria confusão demais para um texto só. Vamos nos ater aos primeiros significados.

Como eu disse, o problema vem de meus tempos escolares. Estudei em escola alemã, logo, tive muitos amigos alemães e alguns que, mesmo brasileiros, em casa falavam alemão, portanto tinham um sotaque carregado e dificuldades com o português. Nunca me esqueço uma grande amiga que sempre falava trazer para qualquer das situações (fosse levar ou fosse trazer, era trazer). Eu creditava isso ao verbo zu tragen, em alemão, que tem os dois sentidos, é transportar seja lá para onde for.

Eis que chego para morar em Moçambique, pensando que morreria de calor e me entenderia fácil com as pessoas, uma vez que o idioma falado aqui também é português. Enganei-me. Em ambos os casos.

Uma das primeiras providências para nos instalarmos na cidade foi contratar o serviço de TV a cabo. Então vieram dois funcionários fazer a instalação. De repente, estava só um a trabalhar na sala. Perguntei pelo colega e ele respondeu: “o cabo que tinha aqui acabou, então ele foi ao carro levar mais”.

Aquilo não me soou bem. Se ele foi levar ao carro os cabos, é porque tinham sobrado, não? Se os cabos tinham acabado, ele foi buscar, trazer mais, certo?

Guardei o pensamento para mim.

Em outros momentos ocorreu o mesmo. O levar tomava o lugar do trazer na frase. Foi me deixando inquieta.

Ontem, a Gertrudes, que trabalha aqui em casa tinha que me entregar duas fotos para fazer a carteira dela de acesso ao local onde moramos. Ela veio explicar porque não tinha as fotos: “eu fui lá e fiz as fotos, mas a loja já estava fechando, então pediram para eu voltar hoje para levar”.

Levar o que, meus céus azuis sobre o Índico?

Não era levar, era buscar, recolher, trazer, pegar para entregar para mim, qualquer coisa, menos levar!

Chegou, então, o momento de ir aos dicionários.

Pelo dicionário brasileiro Houaiss, levar pode ser transportar a (determinado lugar); carregar, conduzir; carregar consigo; e até ser portador de, portar (algo concreto ou abstrato) para dar ou entregar a; trazer.

E se levar é trazer… o que diz o Houaiss sobre trazer? Transportar, levar ou ser o motivo de (alguém ou algo) vir junto, deslocando-se em direção ao lugar onde está quem fala ou de quem se fala; levar (algo) consigo ou sobre si mesmo.

Portanto, o levar consigo é que complica tudo. Porque o consigo, normalmente fica oculto, dificultando o entendimento.

Já o dicionário Aulete é mais específico nas definições:

Trazer: transportar para cá; usar, portar; chamar, atrair; conduzir, encaminhar… e vários outros significados, mas levar, não.

Levar: fazer passar (de um lugar) para (outro); transportar; retirar do local, do recinto (em que se encontra o falante), afastando ou conduzindo para outro lugar; tirar ou afastar (algo ou alguém) de (determinado lugar); carregar consigo para dar ou entregar a (alguém)… e vários outros, mas não trazer.

E o Priberam, de português de Portugal, é bem explícito. Logo no primeiro significado de trazer deixa claro: “Ser portador de, conduzir para cá. ≠ levar”. E em levar traz o sentido: tirar (alguma coisa) de diante de alguém; e diversos outros, mas não trazer.

Então, tal confusão não se dá pelo português brasileiro ser diferente do de Portugal, que é o usado originalmente aqui em Moçambique. Parece que houve algum ruído na comunicação, em algum lugar do passado…

About these ads

The URI to TrackBack this entry is: http://mosanblog.wordpress.com/2010/07/24/levar-ou-trazer/trackback/

Feed RSS para comentários sobre este post.

3 ComentáriosDeixe um comentário

  1. […] Os textos mais visitados foram Mas o que é mulungo, afinal?, Índice dos presidentes africanos, Mulheres Africanas no Brasil, O pedido é mais importante que o casamento e Levar ou trazer. […]

  2. Duplamente enganada foi muito boa. Se servir de consolo, esta do frio eu também fui iludida rsss. Até comentei em uma matéria do Eduardo se frio aí era uma estação regular ou apenas uma crise do planeta hahaha. Porque África, pra mim, também era sinônimo de “muitoooOooo calor”. Agora que esse nosso idioma é escorregadio isso ele é mesmo. Boa semana!
    Lucia Agapito

  3. E ainda tem os regionalismos que complicam mais ainda. Realmente o portugues não é nada fácil. Ainda bem que começamos aprendendo ele.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 189 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: